Publicado em: 07/10/2020 17h53 – Atualizado em: 07/10/2020 18h56

Plataforma de demandas sobre Covid do TRF3 é finalista no prêmio Inovação Judiciário Exponencial

6/10/2020 - Justiça Federal da 3ª Região concorre, ainda, em outras categorias da premiação

 

A Plataforma Interinstitucional de Conciliação desenvolvida pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) é uma das iniciativas finalistas do Prêmio Inovação Judiciário Exponencial, que tem como objetivo reconhecer e incentivar práticas inovadoras no Sistema de Justiça. A cerimônia de entrega será realizada no dia 13/10, na terceira edição do Congresso de Inovação, Tecnologia e Direito para o ecossistema de Justiça (EXPOJUD).

A iniciativa está concorrendo na categoria especial de “Enfrentamento de Crise” e busca soluções consensuais para os conflitos decorrentes da Covid-19. A ferramenta, desenvolvida pelo Gabinete de Conciliação em conjunto com a Presidência e a Corregedoria-Geral do Tribunal, tem o objetivo de uniformizar, com rapidez, o atendimento às demandas relacionadas à pandemia, além de tratar das solicitações acerca de políticas públicas sanitárias emergenciais.

Disponível desde abril, a plataforma recebe de maneira remota as solicitações dos jurisdicionados e as encaminha para os entes envolvidos, operando como um espaço de diálogo e articulação entre cidadão e poder público. Até o mês de setembro, foram finalizados 2.527 acordos, a maioria deles pertinentes ao auxílio emergencial.  

A Justiça Federal da 3ª Região ainda compete em outras categorias da premiação. Na “Institucional”, com o Sinara, algoritmo de Inteligência Artificial do Laboratório de Inovação do TRF3 (iLabTRF3), que tem a função de identificar e possibilitar a procura por informações jurídicas em auxílio aos gabinetes; e o Sistema de Informações Prediais, do portal administrativo da Justiça Federal de São Paulo (JFSP).

Na classificação de “Enfrentamento de Crise”, concorrem as oficinas de Design Thinking online, do Laboratório de Inovação da Justiça Federal de São Paulo (iJuspLab). Já na categoria de “Liderança Exponencial”, uma das indicadas é a juíza federal Luciana Ortiz.

A premiação

O Prêmio Inovação Judiciário Exponencial, promovido pelo Judiciário Exponencial com o apoio da Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA/USP), incentiva a promoção de iniciativas de gestão em organizações jurídicas por meio de metodologias e tecnologias a fim de possibilitar a melhoria da prestação jurisdicional, o avanço da capacidade do Judiciário e a valorização dos servidores públicos.

Há quatro categorias que integram a premiação. A “Institucional’ é dedicada a projetos com capacidade de gerar inovação na gestão a partir de novas metodologias ou da inserção de tecnologias que reflitam internamente sobre a organização. “Liderança Exponencial” tem o intuito de reconhecer líderes empreendedores atuantes nos processos de idealização de projetos inovadores na instituição da qual fazem parte. Enquanto a “Prestação de Serviço” é voltada a processos ou iniciativas tecnológicas que prestam informações e serviços à sociedade. Por fim, a categoria “Enfrentamento de Crise” é destinada a cases pensados para garantia do funcionamento das atividades do Judiciário tendo em vista as adaptações exigidas em decorrência da pandemia. 

Confira aqui todos os indicados.

Assessoria de Comunicação Social do TRF3
Com informações do Judiciário Exponencial

www.twitter.com/trf3_oficial 
www.instagram.com/trf3_oficial 

http://web.trf3.jus.br/noticias/Noticias/Noticia/Exibir/400095

Fonte: Justiça Federal de São Paulo em 07/10/2020